Dicas de quem mora lá: o que fazer em Buenos Aires, na Argentina

 

A publicitária carioca Talullah Cumplido mora em Buenos Aires desde 2014 e, há cinco anos, toca o Check-In Buenos Aires, um perfil no Instagram dedicado a compartilhar dicas da capital argentina para viajantes brasileiros.

“Comecei a ter contato com o lado não turístico da cidade, points, bairros descolados, bares incríveis, restaurantes fora da rota turística, eventos locais, etc, enfim, a viver como uma local e conhecer lugares que não constam em agências de turismo”, conta. O negócio deu certo e logo turistas começaram a entrar em contato pedindo roteiros.

“Meus clientes adoram ir em um bar e só ter argentino, por exemplo. Ou ir a uma degustação de vinho com presença de sommeliers e nenhum turista”, diz.

 

Veja também: Para matar as saudades – filmes que se passam em Buenos Aires

 

A seguir, ela compartilha quatro programas que todo visitante deve fazer: 

Andar de bicicleta pelos Bosques de Palermo

Turistas podem alugar a bicicleta do governo que é inteiramente grátis! Essa vantagem é somente para visitantes, então vale a pena aproveitar.

 

o que fazer em buenos aires
Foto: Malena Gonzalez Serena

Caminhar até a Puente de La Mujer à noite

Um dos pontos mais famosos de Buenos Aires, a Puente de La Mujer vale a visita de dia e de noite. São dois cenários diferentes. À noite, fica toda iluminada.

 

o que fazer em buenos aires

Programar uma ida à Tigre para visitar o Puerto de Frutos

Um “shopping à céu aberto”. Muitas lojinhas de decoração, coisas para casa, objetos artesanais típicos, etc. Podem programar um motorista para levar e trazer (o serviço se chama REMISS, tipo um motorista particular; ótimos preços!). Ou, se preferir, vá de trem e curta o passeio.

Passar o dia em Colonia de Sacramento, no Uruguai

Os barcos saem de Puerto Madero, atravessam o rio e…bem-vindo ao Uruguai! Uma horinha, somente. A cidade é bem histórica e um charme. Pode dormir em alguma hospedagem por lá ou voltar no último barco do dia.

 

buenos aires
Foto: Marcelo Braga Luzzi

 

Foto abre: Nestor Barbitta

Tagged , ,