O que fazer em Porto de Galinhas além das piscinas naturais

Porto de Galinhas, a 50 quilômetros da capital Recife, é daqueles destinos que te mantém longe do hotel na maior parte do tempo. Também, pudera: são 18 quilômetros de praias que oferecem atividades para todos os gostos, desde esportes até horas tomando sol. Por essas e outras, a região é a mais procurada do estado, recebendo cerca de 720 mil turistas por ano. E, como você verá por aqui, vai muito além das piscinas naturais.

O balneário é dividido em quatro praias que chamam atenção por sua temperatura.

Por aqui ninguém passa frio na hora de se molhar, pois a média anual das águas é de 26 graus. O jeito mais fácil de conhecê-las é em um passeio de buggy que dura três horas – dá para contratar tanto na recepção do hotel como no centrinho por cerca de R$ 240.

A mais procurada pelos turistas é a Praia da Vila, no centro, onde estão as famosas piscinas naturais da região. Aqui, as águas tranquilas e transparentes fazem do local um verdadeiro aquário, ideal para fazer snorkel. Para mergulhar, a melhor época é de outubro a março, quando a visibilidade da água chega a 10 metros nos recifes próximos à praia e a 25 metros em mar aberto.

As piscinas ficam a cerca de 200 metros da beirada, trajeto que as jangadas percorrem em cinco minutos. O passeio custa cerca de R$ 20 por pessoa e dura de 40 minutos a uma hora, tempo suficiente para ver peixes e boiar em um mar azul capaz de deixar qualquer destino do Caribe no chinelo.

O que fazer em Porto de Galinhas

No valor está incluso também o aluguel de máscaras, mas quer uma dica? Traga a sua ou compre uma em Porto de Galinhas.  Além de mais higiênico, você fica livre para desbravar os corais, peixes e arrecifes das outras praias e por quanto tempo quiser.

A praia do Pontal do Cupe, por exemplo, é outra bastante procurada para isso. Só é importante se informar sobre a maré antes de sair do hotel: para as piscinas ficarem bem aparentes, o ideal é que não passe de 0.6 metros.

Sem parar

Para quem vem de Recife, chegar a Porto de Galinhas ficou mais fácil desde 2014, pois foi inaugurada a Rota do Atlântico, estrada que reduziu o percurso de 1h30 para 40 minutos. Famílias com crianças e casais são os que mais frequentam o destino em épocas de férias e no verão, mas jovens que viajam com amigos também aproveitam.

Na Praia de Muro Alto, por exemplo, onde ficam a maioria dos resorts, o mar calmo é praticamente um convite para a prática de stand up paddle, que pode ser alugado em uma das poucas barracas da areia a R$ 40. A falta de ondas é explicada pelo muro de arrecifes que formam uma barreira e deixam o mar digno de piscina, independente da maré.

Olha a onda

Já quem gosta de ondas vai preferir a Praia do Cupe e, principalmente, a Praia de Maracaípe, conhecida como Maraca pelos locais. A cerca de 3 quilômetros do centro, é aqui que rolam os principais esportes da região.

Além de receber campeonatos de surf durante o ano – as ondas chegam a 2,5 metros -, quando há vento é também o point de kite e windsurf. O ponto de encontro dessa galera é o Bar do Marcão, que serve desde petiscos típicos de praia aos pratos feitos para quem sai da água mais esfomeado.

Na areia ainda há quiosques de açaí e para alugar pranchas e equipamentos.

o que fazer em porto de galinhas

Quando der fome, a dica é almoçar no João Restaurante, um dos mais tradicionais da região. Assim como a maioria dos restaurantes de Porto de Galinhas, o carro chefe são os frutos do mar.

Além de estar de frente para o mar e ter redes espalhadas pelos coqueiros do jardim, ainda há uma piscina que faz a alegria das crianças – e dos pais, que podem comer tranquilos. Na hora da sobremesa, não deixe de experimentar a famosa Cartola, pois o doce de queijo e banana é típico de Pernambuco.

Para quem gosta de adrenalina, outra atração de Maracaípe é o voo de paramotor, que dura 15 minutos e custa cerca de R$ 200. Do alto de 150 metros você terá uma visão de tirar o fôlego das piscinas naturais de Porto de Galinhas.

Final de tarde…

Um dia típico termina no Pontal de Maracaípe, onde rola o pôr do sol mais bonito daqui. Como é no encontro do mar com o rio, a água é supertranquila.

o que fazer em porto de galinhas

Vale a pena chegar um pouco antes para fazer o passeio de jangada pelo mangue, outra atração famosa de Maraca e que também te leva ao Pontal. Ele custa R$ 20 e dura de 40 minutos a uma hora. Se programe: aqui, chove mais de maio a julho, mas mesmo assim é bem fraco.


Quer mais dicas para viajar bem? Explore os outros posts do guia além 🙂

Tagged , , , ,