Trouxe na mala: as lembranças da Renata Dória Miguel

A desenvolvedora de produto Renata Dória Miguel mora em Shenzhen, na China, há cinco anos e costuma(va) viajar bastante, não só pela Ásia, mas também para outros destinos. Estava com viagem marcada para a Índia há alguns meses e, claro, precisou cancelar. São nessas voltas pelo mundo que ela compra os objetos que decoram o pequeno apartamento de 40 metros quadrados onde vive com o marido.

“Brincamos que moramos em uma casa de boneca. Gostamos de trazer de viagens lembranças que enfeitam nosso lar-doce-lar e nos remetam a boas experiências”, conta.

trouxe na mala renata miguel

 

Veja a seguir o que trouxe de alguns destinos: 

Cesto de papiro – Uganda

 

cesto de papiro uganda

 

Essa é uma planta muito comum no país e eles usam para fazer tapetes, telhados de casas, e também esses cestos, onde guardam de tudo!

 

cesto de papiro uganda

 

Ocupou quase minha mala de mão inteira (veio até meio amassadinho) mas valeu demais tê-lo trazido! Recordação dos perrengues e também de uma das experiências mais incríveis que tive, que foi ver os gorilas da montanha de pertinho.


Livro da Yayoi Kusama – Japão

Sem planejar, vimos algumas retrospectivas dela por vários lugares que passamos (Japão, Cingapura e China). Gostamos muito do colorido, das formas e da loucura da artista. O livro pesou na mala mas trouxemos felizes da vida.

 

livro japão

 


Sardinha de cerâmica – Portugal

Nós comemos Sardinha de tudo quanto é jeito em Portugal (inclusive, o melhor niguiri de sardinha é do restaurante Sea Me, que fica em Chiado)! Impossível não voltar com uma sardinha de cerâmica para decorar um cantinho com livros.

 

sardinha portugal


Veja também: Trouxe na Mala com o fotógrafo Alexandre Disaro


Kit chá – China

Esse kit, para fazer a cerimônia do chá, eu comprei na primeira vez que visitei a China, em 2011 (mal sabia que, 4 anos depois, me mudaria pra cá). Veio na minha mão, com o maior cuidado, e até hoje é meu xodó.

O ritual aqui é diferente do ritual do Japão e eu já sou viciada em chá verde, aquele com a folha soltinha, e até troco água gelada por água quente em restaurantes – acho que “achinesei”.

 

kit chá china


Tatuagem – Coréia do Sul

tattoo coreia

 

Fiz uma tatuagem na Coreia do Sul! Descobri um tatuador incrível em Seul, com um traço muito fininho, e fiz minha homenagem ao Brasil e a China lá. Curiosidade: para ser tatuador na Coreia precisa ter licença médica.

 

tattoo coreia


Você encontra todo o conteúdo que estamos publicando sobre viagens em tempos de coronavírus aqui.

Tagged , , , , , , , ,