Certificado de vacinação internacional – o que é, para que serve e como emitir

Para viajar para alguns países, ter o passaporte e/ou algum documento de identidade não é o suficiente. Certos destinos exigem que os viajantes tenham em mãos – e em dia – o cartão de vacinação internacional

O Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – CIVP, muitas vezes também chamado de cartão de vacinação internacional, é um documento emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que comprova a vacinação contra doenças.

Este cartão é  indispensável para os viajantes internacionais de plantão, mas cuidado para não se confundir… Não estamos falando daquela carteirinha de vacinação com o controle de todas a vacinas que você toma principalmente na infância e ao longo da vida, certo?

Certificado de vacinação internacional - o que é, para que serve e como emitir

Esta carteirinha é válida somente no nosso país e daí a necessidade de também fazer o cartão de vacina internacional para comprovar quais vacinas você possui, mas em território estrangeiro.

O cartão de vacinação internacional é exigido como condição para a entrada de um viajante em um território internacional. Vale lembrar que somente os viajantes com destino, escala ou conexão em países que exigem a vacinação precisam deste cartão de vacina com as seguintes informações:

_Dados de cada vacina (fabricante e número de lote)
_Data em que a vacina foi aplicada
_Assinatura do profissional de saúde que aplicou a vacinação
_Selo oficial do centro de vacinação

Para consultar e ficar por dentro de quais são as vacinas que cada país recomenda e exige – e se exige –, você pode consultar o site do Sistema de Emissão do CIVP, na aba “Exigências de Viagem”. Entre os destinos que sabemos que é obrigatória a vacinação, estão Guatemala, Equador, Panamá, Bolívia e Cuba, por exemplo.

Para que serve o cartão de vacina internacional?

Como já mencionamos, o cartão de vacina internacional é um registro pessoal de todas as vacinas de uma pessoa com as datas de quando foram administradas. Isso é importante para que o portador do cartão consiga se organizar e saber quais vacinas já foram tomadas, mas também conseguir administrar as datas de validade, já que muitas vacinas são eficazes apenas por um determinado período.

Mas durante a viagem, além da questão legal ou migratória para entrada em alguns países, o cartão de vacina internacional também será essencial caso o viajante tenha algum problema de saúde no destino, como por exemplo ser mordido por um cão ou macaco. Neste caso, a primeira coisa que o médico fará é consultar o cartão de vacina internacional para saber se o paciente é vacinado contra raiva, para somente depois tomar as devidas providências.

Como fazer cartão de vacina internacional

Para fazer o cartão de vacina internacional você deve seguir o passo a passo abaixo:

_Assim que decidir o destino da sua viagem, antes mesmo de fazer o roteiro de viagem, verifique quais as vacinas exigidas para entrada no país de destino.

_Vá até uma unidade de saúde do SUS para se vacinar gratuitamente ou procure os serviços de vacinação privados, mas que sejam credenciados.

_Apresente o comprovante de viagem antes da vacinação para garantir que você receba uma dose única.

_Lembre-se de verificar se a vacina exigida precisa ser tomada com antecedência. Por exemplo, a vacina contra a febre amarela deve ser tomada no mínimo dez dias antes da viagem.

_Após a vacina, você receberá um certificado de vacinação. Guarde este documento, pois ele será seu comprovante na hora de solicitar o Certificado Internacional de Vacinação.

Onde solicitar o cartão de vacina internacional

Para fazer a solicitação do seu cartão de forma presencial você deverá fazer um pré-cadastro no site do CIVNET, na opção “cadastrar viajante”. Desta forma você conseguirá agilizar a emissão do cartão de vacina internacional.

Você também pode optar por fazer sua solicitação online, através de um cadastro no site Portal de Serviços do Governo Federal. Neste caso, o certificado é emitido de forma digital e poderá  ser impresso pelo próprio solicitante.

Em ambos os casos você vai precisar dos seguintes documentos:

_Documento pessoal oficial
_Comprovante da vacina
_Conta de e-mail
_Para cadastro de menores, o nome do responsável
_Como retirar o cartão de vacina internacional

Você solicitou seu certificado de forma presencial? Então você deve retirá-lo alguma unidade da Anvisa. Confira a lista das unidades emissoras de CIVP e escolha a que for mais conveniente para você. Ah, não esqueça de conferir o horário de funcionamento da unidade escolhida.

Se a sua solicitação foi feita de forma online, você deve apenas acessar o Portal de Serviços do Governo Federal e imprimir o seu cartão de vacina internacional em um prazo de 10 dias úteis. Você ainda receberá este certificado no e-mail cadastrado.

Bolívia é um dos destinos que exige vacinação
Bolívia é um dos destinos que exige vacinação
Tagged ,