O que levar na mala para um destino com neve

Vai viajar para a neve e não faz ideia do que levar na mala? A gente te dá uma força

Por Marcela Lima*

Em janeiro desse ano eu passei uma semana em Aspen, no Colorado, Estados Unidos. Eu fui treinar snowboard e fazer um documentário sobre o assunto. Detalhe: era a minha primeira vez na neve e não fazia ideia do que levar na mala para uma viagem desse tipo. Para não passar perrengues e nem dar vexame, eu fiz o que uma viajante inteligente faz: li muitos blogs sobre o assunto.

o que levar na mala para a neve

Abri um zilhão de abas no meu navegador e fiz o meu dever de casa. É claro que cada viajante tem suas peculiaridades. Eu, por exemplo, sou uma mulher, de 31 anos, snowboarder e que ia para a neve pela primeira vez – até então eu treinava na pista de São Roque. Então as minhas dicas levam em conta todos esses fatores.

Vou passar para vocês a minha #toplist com 10 itens que levei na mala e que me ajudaram a ter uma viagem perfeita. Sim, gente, eu parecia super acostumada e muitas vezes estava mais bem equipada do que meus amigos que já tinham ido para a neve.

Lembrando que, para passar uma semana em um lugar com temperaturas negativas, não dá para ir só com uma malinha. Até eu que sou mochileira de carteirinha, levei para Aspen um malão. As roupas de neve, principalmente as impermeáveis, são bem volumosas.

Tem que levar: roupas impermeáveis e segunda pele

As que eu levei para fazer snowboard foram: uma jaqueta e uma calça impermeáveis e bem quentinhas; touca sem aquele pompom (pois ele não dá match com o capacete rs); uma blusa e uma calça segunda pele e um fleece. As roupas impermeáveis eu não lavei lá. Mas a segunda pele eu lavei duas ou três vezes, pois na casa que eu estava tinha máquina lava e seca.

Se você não tiver isso e se não quiser gastar dinheiro com lavanderia, considere levar mais de uma blusa e calça segunda pele. Principalmente se você for praticar esporte intensamente e suar bastante como eu.

Casacos para sair na neve

Eu passava o dia todo na montanha. Mas à noite, para sair para jantar, passear e dar uns closes para o Instagram, levei dois trench coats de lã batida, um branco e um rosa. As calças que levei foram uma de couro ecológico, uma jeans e uma legging preta. Todas eu usava com a calça segunda pele ou com meia calça por baixo. Nas poucas vezes que saí à noite eu não peguei chuva ou neve. Eu não me molhei, por isso foi de boa usar essas peças. Em casa, como era bem quentinho, eu usava camisetas, chinelo de dedo e moletons.

o que levar na mala para uma viagem na neve

Toucas

Cachecol foi inútil. Levei dois e não mexi neles. Já as toucas foram úteis. Além daquela que levei para fazer snow, separei mais duas bem bonitinhas e de cores diferentes para variar os looks. Na hora que eu estava separando as peças já montei os looks mentalmente. Isso ajuda a não colocar peças que não combinam entre si e, consequentemente, sobrecarregar sua mala.

Calçados adequados e meias grossas

Eu não tinha bota de neve, e me virei muito bem nos rolês com 2 tênis de couro e uma bota plataforma de camurça. Um tênis tinha uma miniplataforma e era cano alto. A sola grossinha segurou legal o frio nos pequenos trajetos que fiz. Foi ele o que eu mais usei. E sempre com meias bem grossas. Comprei 6 pares daquelas meias próprias para neve, pois não sabia que ia ter uma máquina de lavar em casa. Como consegui lavar lá, alguns eu nem mexi, voltaram com etiqueta. Para praticar snowboard eu usei as botas adequadas, fornecidas pelas lojas de aluguel de equipamentos que tem em todas as montanhas.

Não esqueça de levar luvas

Assim como os pés, é super importante proteger as mãos. Eu levei dois pares de luvas. Um impermeável para fazer snow e um para usar em outras ocasiões. Ainda comprei um terceiro par, bem fininho e com tecido que permitia usar o touch screen sem ter que tirar a luva. Isso porque eu congelei a minha mão com esse negócio de ficar mexendo no celular o tempo todo. Alguém se identificou aí? rs

Balaclava, bandana de boca ou pescoceira

Levei uma balaclava para proteger meu pescoço do vento. Na hora de descer a montanha eu chego a uns 30km/h, isso porque sou lenta rs, e é essencial estar com pescoço, queixo e boca protegidos. Na primeira descida eu fui sem, achando que bastava fechar minha jaqueta toda. Acontece que além de não barrar o vento direito, o meu queixo ficou machucado de ficar encostando no zíper. Depois eu nunca mais tirei!

o que levar na mala para uma viagem na neve
Malas Cabine e Check-in G

Óculos e goggles

Quanto aos óculos de sol, levei 3 modelos, sendo dois esportivos e um para passear. Esse item é muito importante, porque a neve pode refletir até 80 por cento da radiação solar sobre os olhos, o que pode provocar danos à a visão. E por falar em visão, outro acessório que não pode faltar é o goggle, os óculos de segurança, que a gente coloca por cima do capacete. Os goggles não apenas protegem da luz do sol, como também possuem uma vedação contra o vento e a neve.

Tenha cremes hidratantes

Vamos falar da necessaire? Abuse dos cremes. Levei creme para o corpo, para o rosto e para o cabelo. Como eu sempre faço. Só que lá eu não deixei de passar um diazinho sequer, pois me avisaram que o clima seco detona a pele. Então eu já saía do banho e passava todos os cremes possíveis e um protetor labial bem cremoso. Eu inclusive o deixava no bolso da jaqueta de snow para reaplicar o tempo todo na montanha. Outra coisa que levei e usei todos os dias foi o filtro solar. Passei uma semana na neve com a pele e lábios hidratados e protegidos.

Não deixe de fora as roupas de banho

Uma coisa que muita gente deve esquecer é o biquini ou maiô. Afinal, esses são trajes de verão. Mas eu imaginei que poderíamos ir a uma piscina aquecida ou jacuzzi, então coloquei dois maiôs na mala. Eles foram devidamente usados na jacuzzi do hotel que ficava ao lado do nosso condomínio e que era aberta ao público. Coisas de Aspen. Eu amei, sim ou com certeza?

Marcela Lima em Aspen

Remédios e vitaminas

Sempre que eu viajo eu levo meu “kit de primeiros-socorros” e para a neve não ia ser diferente. Ainda mais que eu tenho rinite, sinusite, tudo quanto é ite e elas podem agravar no frio. Então eu levei soro fisiológico de jato contínuo para lavar o nariz todos os dias; analgésico e vitamina C, para dar uma reforçada na imunidade.


Sobre a viajante:

Marcela Lima na neve*Marcela Lima é jornalista, tem 31 anos, carioca, mora em São Paulo, mas vive andando pelo mundo em busca de aventuras e boas histórias para viver e contar. Apaixonada pelo estilo de vida saudável e por adrenalina, ela sempre encaixa nos roteiros a prática de algum esporte radical.

Viajar bem, para mim, é conseguir fugir da rotina, me desligar dos problemas e me conectar com a natureza, de forma bem planejada e sem perrengues. Alimentar a minha alma com novos ares. É conhecer e experimentar lugares e sabores diferentes.

 


 

Na dúvida de que tamanho de mala levar para uma viagem de inverno? Nossos modelos Check-in M e Check-in G têm espaço suficiente para casacos grossos, botas e muito mais. Vem conhecer!

Tagged , , , , , ,