Social
Social principal Projeto Social

Projeto Social

Viajar para conhecer novos destinos e culturas é sempre bom, mas não é todo mundo que faz as malas para desfrutar de momentos como esse.

Com o objetivo de melhorar a experiência de viagem em geral, aqui na Além a gente faz questão de pensar também naqueles que, sem outra escolha, precisam deixar seus países de origem por conta de guerras, perseguição política, social ou religiosa, e pedir refúgio em outro lugar.

bloco-adus

Desde o dia 1 da empresa, apoiamos o Instituto Adus, iniciativa que capacita refugiados* recém-chegados a São Paulo com aulas de português.

Doamos uma parte das nossas vendas para financiar o projeto porque acreditamos que falar a língua local é o primeiro e principal passo para ter uma nova chance de se reintegrar à sociedade, conseguir um emprego e começar uma nova vida.

adus-banner

Números

Entre Julho e Setembro de 2019, financiamos a formação de 10 turmas, o que na prática
significam cerca de 130 alunos vindos de 34 países como Camarões, Costa do Marfim, Cuba,
Egito, Síria, Turquia e Venezuela capacitados.

Até o final de 2019, devemos formar pelo menos mais 150.

+ 130

REFUGIADOS CAPACITADOS
COM NOSSA AJUDA

+200

REFUGIADOS
REALOCADOS NO
MERCADO

+377

REFUGIADOS CAPACITADOS
ATÉ O FINAL DE 2020

fulbanner social

Ao comprar um de nossos produtos,

você automaticamente faz parte

desse movimento também.

*Segundo a Agência da ONU para Refugiados, é considerado refugiado aquele que está fora de seu país de origem devido a fundados temores de perseguição relacionados a questões de raça, religião, nacionalidade, pertencimento a um determinado grupo social ou opnião política, como também devido à grave e generalizada violação de direitos humanos e conflitos armados. No Brasil, os refugiados têm direito de obter o Registro Nacional de Estrangeiros e carteira de trabalho, podendo, assim, trabalhar formalmente e receber os mesmos direitos inerentes a qualquer outro trabalhador no Brasil.